História da Honda

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

História da Honda

Mensagem por zanotta em Qua Jul 01, 2015 3:10 pm

História da Honda (adaptado de [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] , [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] e [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Em 17 de novembro de 1906, nascia na aldeia de Komyo, na cidade de Hamamatsu, no Japão, o filho mais velho de um ferreiro. Seu nome, Soichiro Honda.
Era uma criança curiosa, que desde muito cedo ficava observando os motores, encantado com seus barulhos, cheiros e segredos! Nunca foi um bom aluno, pois não se interessava pelas teorias dos livros, preferindo a prática das coisas! Aos 8 anos, já havia construido uma bicicleta e aos 13 já tinha uma série de pequenas "invenções".
Aos 16 anos, Honda vai para Tokio como aprendiz numa oficina mecânica, e poucos anos mais tarde, volta para Hamamatsu e abre a sua própria oficina. Aos 25 anos, sua oficina já havia crescido e se tornado muito lucrativa. Honda pôde começar a sua vida excêntrica. Construiu um barco de corrida e um carro muito potente, com motor de avião American Curtiss Wright.
Sempre metido em todo tipo de competição, certa vez, em um rali de velocidade, com um Ford incrementado, Honda sofre grave acidente, ficando 18 meses em recuperação. Isso freiou um pouco seu ímpeto de "playboy", fazendo encarar a vida com mais seriedade.
Já com 30 anos, decide fabricar peças ao invés de consertá-las, e começa a fabricar anéis para pistões.  Mas fabricar não era tão fácil como pensava, e apesar da estrutura (50 funcionários e sede própria), Honda passou por um período muito difícil.  Seus recursos quase acabaram.
Depois de muita pesquisa, Honda descobre (com a ajuda de um antigo professor) o que faltava na liga dos anéis: o silício!
Finalmente, no final de 1937, a "Tokai Seiki Heavy Industries" começa a fabricar anéis de qualidade e se torna novamente (muito) rentável.
Honda decide estudar mais os metais e entra no Instituto de Tecnologia de Hamamatsu. Como nunca foi estudioso, só assistia as aulas que lhe interessava. Quando o reitor foi explicar que não poderia receber o diploma, Honda lhe diz: "Diploma ? Isso vale menos que um ingresso de cinema. O ingresso lhe garante a entrada no cinema pois voce pagou, e o diploma não garante que se possa ganhar a vida com ele ... "  (em suas empresas, as pessoas sempre foram promovidas pelo trabalho e competência, independente do grau de instrução).
Na época da 2ª guerra, começou a produzir hélices para a Força Aérea Japonesa. Mas a região onde estava instalado sofreu muitos bombardeios, e em janeiro de 1945, um terremoto acaba de destruir ao que restara dos bombardeios.
A rendição do Japão se dá quando Honda lutava para reconstruir suas máquinas e instalações. Com futuro incerto, Honda vende sua fábrica para a Toyota ,que era cliente de seus anéis. Um pouco desiludido, Honda fica um tempo fora do circuito, gastando parte do dinheiro da venda na "vida boa".

Mas, ambicioso e predestinado, em outubro de 1946, cria o Instituto  de Pesquisas Técnicas Honda , no centro de Hammamatsu.
O Japão pós guerra estava caótico e um dos piores problemas era o transporte. Com o racionamento de combustível e trens lotados, Honda pensou pela primeira vez nas motocicletas! Comprou então um lote de motores usados para geradores. Com sua capacidade criativa, os adaptou em bicicletas e logo estava vendendo os primeiros ciclomotores !
O primeiro lote de 500 motores arrematados foram vendidos rapidamente e Honda começou a projetar seu próprio motor. Era um motor de 50 cc com potência de 0,5 cavalo. O sucesso de vendas foi tanto, que em setembro de 1948, foi fundada a Honda Motor Company !
O primeiro ciclomotor Honda era de 90cc, chamado de A. Este ciclomotor era conhecido como "Chaminé" pois a mistura combustível era rica em terebentina devido ao racionamento de gasolina e fazia muita fumaça !

Em 24 de setembro de 1948 foi fundada a Honda Motor Co. Ltd. Naquele ano, o Japão se erguia após ser devastado pela Segunda Guerra Mundial. Em meio ao processo de reconstrução, Soichiro Honda soube identificar uma oportunidade de negócio: era crescente a necessidade de um meio de transporte rápido e barato. Somando sua experiência de exímio mecânico a um capital inicial de 1 milhão de ienes e o trabalho de 34 funcionários, ele inaugurou sua fábrica de motores na cidade Hamamatsu. O primeiro invento foi o motor auxiliar para bicicletas (batizado de A-type), que seria a gênese para o primeiro protótipo da HONDA, a motoneta Dream D (98 cc) com motor de dois tempos, fabricada em 1949. O nome Dream foi dado em referência ao sonho de Sochiro em construir uma motocicleta completa. Foi neste mesmo ano que Takeo Fujisawa, seu inseparável companheiro, iniciava um importante papel no desenvolvimento da empresa. Ao cuidar da área comercial e financeira, liberava o fundador para o desenvolvimento mecânico e tecnológico dos produtos.

Em 1951 a moto vendia cerca de 130 unidades por dia, comprovando o sucesso da empresa em apostar neste tipo de veículo. Nesta época o sucesso da empresa se devia ao espírito empreendedor de superar desafios e buscar o aperfeiçoamento constante para garantir a satisfação de seus clientes. No ano seguinte a empresa lançou a F-Type, uma motocicleta de 50cc, que em menos de um ano alcançava a marca de 6.500 unidades vendidas por mês. Porém, o produto que marcaria para sempre a história da HONDA chegou uma década mais tarde: a Super Cub, a motocicleta mais vendida de todos os tempos. Em 2008, o modelo bateu a marca de 60 milhões de unidades vendidas em 160 países ao redor do mundo. Ampliando seu campo de atuação, em 1953, a HONDA decidiu investir na fabricação de produtos de força tipo H, para usos gerais.

Em contrapartida, o mercado de motocicletas crescia a um ritmo acelerado com exportação a diversos países. Para atender à demanda crescente de clientes em todo o mundo, a empresa cruzou a fronteira para inaugurar, em 1959, sua primeira unidade no exterior: a American Honda Motor Co., nos Estados Unidos, onde popularizou o uso da motocicleta. De lá, espalhou-se rapidamente para diversos países europeus, iniciando a produção fora do Japão em 1963 na Bélgica. Foi ainda neste ano que a HONDA ingressou no segmento automobilístico com o lançamento do carro esporte S500 (primeiro automóvel esporte do Japão) e do caminhão leve T360. Pouco depois, em 1966, foi a vez do pequeno automóvel N360 estrear no mercado. Seguindo a filosofia de “produzir onde há mercado”, os anos 70 foram decisivos para a expansão rumo às Américas do Sul e Central. Após figurar como um importante pólo de importação de motocicletas em larga escala, o Brasil recebeu, em 1971, a Honda Motor do Brasil Ltd.

Talvez o fato mais importante na história da HONDA tenha sido o lançamento do Honda CIVIC em 1972, automóvel que se transformou num dos mais vendidos da história da indústria automobilística. Outro fato importante ocorrido nesta década foi a fabricação pioneira do motor de automóveis CVCC (Combustão Controlada por Vortex Composto), que reduzia a emissão de gases poluentes à índices bem baixos. A iniciativa antecipou os rígidos requisitos da lei americana “Clean Air Act” em 1975. Os anos 80 marcaram a expansão da empresa para pólos promissores, como Índia, China e Indonésia, além do lançamento de outro grande sucesso da montadora, o HONDA ACCORD.

A década de 90 começou muito bem para montadora, o modelo ACCORD se tornou o carro mais vendido no mercado americano. Também eram anunciados os cintos de segurança pré-tensionadores e o airbag para passageiros em seus modelos de carros. Em 2003 a HONDA comemorou duas marcas históricas: o modelo Civic atingiu a marca de 15 milhões de unidades produzidas desde seu lançamento e a montadora rompeu a barreira de 50 milhões de veículos produzidos no mundo.

Nas últimas duas décadas, intensificaram-se as pesquisas tecnológicas que resultaram no desenvolvimento do quadriciclo, da primeira motocicleta com airbag do mundo, dos automóveis híbridos, do jato executivo Honda Jet, do versátil robô humanóide Asimo e até de um equipamento que ajuda o deslocamento de idosos - o auxiliar experimental de caminhada. Coincidindo com seu aniversário de 60 anos em 2008, a HONDA anunciou ter produzido sua motocicleta de número 200 milhões.

A linha do tempo
1953
● Lançamento da motocicleta BENLY, que em japonês significa “conveniência”, equipada com um motor 90cc.
1954
● Lançamento da Scooter JUNO com motor 200cc, para concorrer com a italiana Vespa que estava sendo importada para o Japão.
1960
● Estabelecimento independente da Divisão de Pesquisa e Desenvolvimento.
1969
● Lançamento da motocicleta CB750 nos Estados Unidos e no Japão. A motocicleta esportiva se tornaria um dos maiores sucessos da montadora.
1972
● Lançamento em julho do HONDA CIVIC. Pouco depois, em setembro, a linha é ampliada com o modelo hatchback de três portas. Atualmente o modelo, vendido em 140 países, está na sua oitava geração, além de inúmeras versões, com várias inovações tecnológicas para cada época – das transmissões manuais aos mais recentes motores flex e híbrido (gasolina e eletricidade), passando por modelos adaptados para deficientes físicos. Em meados de 2008, o modelo se tornou o carro mais vendido nos Estados Unidos. Desde seu lançamento já foram vendidas mais de 17.5 milhões de unidades, sendo 7.9 milhões somente no mercado americano.
1976
● Lançamento do HONDA ACCORD, um sedã de porte médio. O ACCORD se transformou em um dos modelos mais bem sucedidos da história da indústria automobilística. Desde o seu lançamento conquistou a confiabilidade do consumidor mais exigente em dezenas de países ao redor do mundo. E não foi por acaso. Em 34 anos de existência, o modelo se tornou sinônimo de evolução, conforto e sofisticação. Atualmente o modelo está na sua 8º geração.
1977
● Lançamento do HONDA ACTY, uma microvan fabricada exclusivamente para o mercado japonês. O modelo era classificado como caminhões Kei, que possuem pequenas dimensões e um motor em tamanho menor para não ocupar muito espaço. O modelo foi projetado para ser um carro econômico, ágil e acessível á todos.
1978
● Lançamento do HONDA PRELUDE, um cupê de porte médio e motor de quatro cilindros em linha.
1982
● Lançamento do HONDA CITY. De início um hatch bem pequeno, o modelo cresceu e passou por cinco gerações até assumir as formas de hoje.
1986
● Lançamento em março da marca ACURA, utilizada pela HONDA para atuar no segmento de luxo nos mercados dos Estados Unidos, Canadá, México e Hong Kong. Foi considerada a pioneira entre as marcas de luxo japonesas, pois até a sua criação os modelos nipônicos eram vistos no mercado americano como simples e econômicos.
1990
● Lançamento do HONDA NSX, esportivo de dois lugares e motor traseiro-central, produzido de forma quase artesanal pela marca japonesa. Suas inovações começavam pela carroceria toda de alumínio, o mesmo material utilizado nos braços de suspensão e na estrutura dos bancos. O resultado era um alívio de peso da ordem de 200 kg. O projeto da cabine foi inspirado no caça americano F-16, com ênfase na ampla visibilidade. As linhas agressivas, com faróis escamoteáveis, grandes tomadas de ar laterais e lanternas que ocupavam toda a largura da traseira, são as mesmas desde o lançamento e parecem não envelhecer.
● Lançamento do HONDA INSPIRE, um sedã de luxo baseado no Accord.
1993
● Lançamento do HONDA PASSAPORT, primeiro utilitário esportivo da montadora oferecido no mercado americano.
1994
● Lançamento da minivan HONDA ODYSSEY, desenvolvida especialmente para o mercado americano. Desde 1999, o nome Odyssey tem sido utilizado em dois veículos distintos, mas relacionados: o grande Odyssey, um carro de grande porte, vendido no mercado americano, e o pequeno Odyssey vendido no Japão e em outros mercados mundiais.
● Início das vendas do Scooter elétrico.
1996
● Lançamento do HONDA CR-V, um utilitário esportivo compacto.
● Lançamento do HONDA LOGO, automóvel de porte mini.
1997
● Lançamento do HONDA EV PLUS, primeira produção de um veículo elétrico em grandes proporções. Foram produzidos e vendidos aproximadamente 340 unidades. O modelo foi desenvolvido especialmente para satisfazer os consumidores do estado americano da Califórnia. Em 1999 o modelo foi retirado do mercado.
1999
● Lançamento do HONDA INSIGHT, primeiro veiculo híbrido (movido a gasolina e eletricidade) da HONDA produzido em larga escala e vendido nos Estados Unidos.
● Lançamento do HONDA S2000, um roadster criado para comemorar o 50º aniversário da empresa, dando continuidade à tradição dos roadster ligeiros modelo “S”, como o Honda S600 e o Honda S800. Tal como os anteriores, o nome S2000 deriva da cilindrada do motor, que são aproximadamente 2000 cc.
● Lançamento do HONDA HR-V (HIGHT RIDER VEHICLE), um SUV esportivo compacto feito exclusivamente para o mercado japonês e europeu.
2001
● Anúncio da produção do novo Civic Híbrido no Japão.
● Lançamento do HONDA JAZZ (também conhecido como HONDA FIT no Japão, China, América do Norte e América do Sul), um monovolume compacto. No Brasil é o carro mais vendido da HONDA, tendo conquistado por quatro vezes o título de carro que mais satisfaz os compradores (Quatro Rodas).
2003
● Lançamento do HONDA ELEMENT, um crossover SUV compacto exclusivamente desenvolvido para o mercado americano.
● Lançamento da minivan compacta HONDA STREAM.
● Lançamento do HONDA PILOT, segundo utilitário esportivo da montadora.
2006
● Lançamento do HONDA RIDGELINE, uma picape de porte médio-grande desenvolvida especialmente para o mercado americano.
● Lançamento do HONDA ZEST, um Kei Car, é uma categoria japonesa de modelos de porte mini que gozam de vantagens tributárias e securitárias.
2008
● Início da produção de carros movidos a Hidrogênio, sendo a primeira montadora no mundo a realizar este feito.
● Lançamento do HONDA FREED, uma minivan compacta desenvolvida sobre a plataforma do modelo Fit com o objetivo de ser um carro espaçoso e com facilidades de acesso, principalmente para deficientes físicos. O nome Freed é inspirado na palavra freedom (liberdade em inglês). A nova minivan é comercializada em três configurações diferentes no Japão: capacidade para cinco ocupantes e sem a terceira fila de bancos no porta-malas, priorizando o espaço para a bagagem; capacidade para sete ocupantes e dois bancos individuais, iguais ao do motorista; e capacidade para oito pessoas, com os bancos traseiros inteiriços.
2009
● Lançamento da NXR 150 Bros Mix, primeira motocicleta on-off road com tecnologia bicombustível.
2010
● Apresentação do triciclo elétrico 3R-C Concept.
● Início das vendas do híbrido esportivo CR-Z (sigla do inglês Compact Renaissance Zero) no Japão. Uma das apostas do modelo é oferecer uma motorização hibrida e ecologicamente correta sem se descuidar de seu visual, apresentando um design esportivo e atraente.
2011
● O carro compact Brio iniciou comercialização na Tailândia e Índia
2012
● Lançamento do veículo híbrido Acura ILX, o primeiro carro híbrido de fabricação americana.
● Comercialização do Fit EV nos Estados Unidos.
● Honda vende seu 1.000.000 veículo híbrido.
● Estréia do Novo Accord nos Estados Unidos como o primeiro modelo com “Dreams power train”.
● Lançamento do FIT Twist no Brazil
● Lançamento do Brio Amaze na Tailândia
2013
● Lançamento do novo Accord Híbrido e do Accord Plug-In Hybrid no Japão.
● Lançamento da terceira geração do Fit e do Fit Híbrido.
● Lançamento do “All-New 'Jade' Concept Sedan” na China
● Lançamento dos novos Odyssey e Odyssey Absolute.
● Início das vendas do "VEZEL".
2014
● Nova geração do Fit e City no Brasil.

zanotta

Mensagens : 108
Pontos : 150
Data de inscrição : 29/05/2015
Localização : Porto Alegre - RS
Qual é o seu Honda City: : CITY Sedan EXL 1.5 Flex 16V 4p Aut.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum